quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Minha História

Postado por Suellen (Menina aos olhos do Pai) às 20:03:00
Eu não Te busco por aquilo que podes me dar

Eu não Te sirvo para ter algo de Tuas mãos
O meu amor por Ti é fruto do Teu grande amor por mim
E do alto preço que pagaste em meu lugar

Creio que pode acontecer o que eu espero de Ti
Porém se não acontecer, ainda sim te louvarei

Eu espero em Ti, pois sei que és fiel
Mas eu também sei que Teus caminhos são mais altos
Não importa quando, como ou se acontecerá
Para sempre eu Te servirei

Meu testemunho


Há muito tempo queria escrever minha história, dividir com as pessoas tudo o que Deus fez pela minha vida. Não por mim, eu não sou merecedora de nada. Meu objetivo é que meu Deus cresça e eu diminua. Quero engrandecê-lo enquanto eu viver.

Bem, eu tinha um sonho, desde meus 13 anos. Trabalhar para o Governo, ser funcionária pública. Eu sonhava em passar num concurso, em dar orgulho para os meus pais. Eu estudava bastante na escola, apesar de sofrer um bocado na mesma. Sabe aqueles colegas que fazem questão de perturbar, de serem cruéis, de te verem chorar? Então, tive muitos deles. Mas Deus me ajudou a enfrentar tanta luta.

Terminando o Ensino Médio, comecei a fazer um curso de Téc. Em Administração e fui chamada para estagiar no Inmetro. Este estágio alimentou mais o meu sonho de ser como aquelas pessoas. Uma funcionária pública. Aprendi muito naquele lugar, mas também passei por mais lutas e lágrimas. Pelo meu jeito era considerada “a santa”, tanto que os outros estagiários queriam caçoar de mim, me chamando de “irmã bênção”. Bem, na verdade, com essas palavras eles não me implicavam e sim profetizavam sobre a minha vida. Nossa, até os inimigos te bendizem quando Deus manda!!!

Nessa época eu estava com 16 para 17 anos. No meu curso as pessoas também estavam estudando para fazer a prova de sargento da Aeronáutica em Administração (EAGS). Eu no embalo da turma comecei a estudar também, pois via ali uma possibilidade para o meu sonho se realizar.

Comecei a aprender, estudar, estudar... e comecei a deixar de me dedicar a Deus. Ia para a igreja aos domingos, como uma “boa cristã”, mas o meu relacionamento íntimo com Deus estava desgastado. Não sentia mais o fogo precioso, a chama forte do Espírito Santo dentro de mim como eu sentia desde pequena. Estava me esfriando, apesar de estar sempre na igreja, cantando no grupo de adolescentes e trabalhando firme no Grupo de Coreografia.

Isso acontece com muita gente. As pessoas ficam o dia inteiro na igreja, acumulam cargos e acabam se perdendo na própria obra de Deus. Isso porque a principal motivação não está ali: o amor sublime pelo Senhor. Aí chega a religiosidade. Eu sei que estava religiosa, e não estava desenvolvendo a minha amizade íntima com o Senhor. Como eu errei. Como a gente erra, não é? Eu estava me tornando egoísta, vivia pelo emprego, para o emprego e eu não gostava nem de pensar na possibilidade de não passar. Eu cheguei a um ponto em que colava fórmulas escritas em papel ofício em todo o meu quarto. Antes de dormir fazia aquela “oração básica de 3 minutos” e gastava um tempão olhando para as minhas paredes, tentando decorar aquilo tudo.

Estudar não é errado, eu estudo muito, sempre estudei, até hoje. Mas há coisas que a gente não percebe e que acabam se tornando ídolos nas nossas vidas. Pensa que idolatria é somente adorar a uma imagem ou um animal? Nada disso!!! Tudo que pode acabar tomando o lugar da adoração a Deus nas nossas vidas é um ídolo. Mocinha, seu namorado ocupa mais o seu tempo que Deus? Você se dedica mais a ele do que a Deus? Deixa muitas vezes de ir a igreja pra ficar com ele? Se a resposta for sim, ele está sendo um ídolo na sua vida. O trabalho também pode ser um ídolo, no meu caso a síndrome de aprender mais e mais estava sendo um ídolo. O pior é que eu não me dava conta disso.

É, chegava a hora da minha prova e o desespero vinha junto. Eu queria passar, queria muito. Mas Deus não estava comigo nessa empreitada. Eu não deixei Deus participar. Eu não entreguei completamente nas mãos dEle. Eu orei pela prova, orei mesmo, até chorei, mas aquilo era emocionalismo. No fundo eu estava confiando no que eu tinha lido, no que eu tinha estudado. Não completamente em Deus. Mas se alguém me dissesse isso? Eu responderia: Nem pensar! Claro que eu confio em Deus. Eu faço a obra dEle e tudo, eu ando direitinho, eu leio a Palavra, blá, blá, blá... E como eu disse antes, não queria nem pensar na hipótese de não passar, esse pensamento corroia a minha alma.

Fiz a prova, muito concorrida. Tirei uma nota alta, mas não entrei POR 2 DÉCIMOS. Chorei, até hoje me lembro daquele dia tão complicado. Pensei que Deus não me amava, que Ele não se importava com a minha felicidade. Comecei a me ver sozinha, sem Deus caminhando do meu lado. Hoje eu entendo, EU MESMA não deixei Deus andar comigo quando me afastei do relacionamento íntimo com Ele.

Foi uma dureza começar a estudar outra vez. Passei 1 mês e meio sem sequer pegar um livro secular pra ler. Finalmente Deus estava quebrando aquela idolatria de estudar do meu coração. Busquei a Deus para vencer aquela dor. Mas não imaginava que mais lutas viriam.

Comecei a fazer mais concursos públicos. Casa da Moeda, hospitais federais, Furnas, Correios, Transpetro... uma prova atrás da outra. Mas a Suellen estava diferente. Ela estava dividindo o tempo dos estudos com o tempo de oração de joelhos de madrugada e períodos de jejum. O tempo de leitura da Matemática, Português e Cia. pelo tempo de leitura da preciosa Palavra de Deus. Como eu cresci espiritualmente nesse período! Como eu conheci o coração do Pai...

Mas eu estava num período de deserto. Não estava sendo classificada em nenhum concurso, apesar de estar “fazendo o certo dessa vez”. Tem um louvor que fala que “no deserto o louvor do crente fica mais bonito” e fica mesmo! A cada resultado negativo eu chorava e me derramava mais diante de Deus. A frustração era inevitável, muitas vezes sentimentos de revolta enchiam meu coração, eu não entendia porque o ímpio conseguia e eu não. Mas logo eu pedia perdão a Deus e voltava onde eu tinha parado.

Aprendi uma coisa muito importante. Enquanto o seu sonho, a sua promessa for o centro da sua vida, você não irá alcançá-la. Enquanto você viver pela promessa e para a promessa, você nunca verá o seu cumprimento. Quem tem que estar no centro é o DONO DA PROMESSA, Jesus.

Então comecei a mudar o meu discurso. Senhor, mesmo se eu não conseguir ser funcionária pública, Te amarei do mesmo jeito. Quando agi assim, as coisas começaram a mudar.

Depois de um tempo, passei em Furnas, 40º lugar. Passei também nos Correios, em 3º lugar. Você deve estar pensando: Agora sim!!! Passou depois de tanta luta! Xiiii, que nada! Eu NÃO fui chamada, apesar das colocações. Eu sonhava com o telegrama, sonhava com o testemunho na igreja... mas ainda estava no deserto e não tinha esperança nenhuma (os Correios quase não chamam e o concurso de Furnas tinha sido suspenso).

O desemprego me machucava. Via meus amigos trabalhando e eu passando um “perrengue” financeiro. Era difícil. Como era...

Mas, de repente vi um anúncio de concurso: Petrobras. Pensei: Eu estou ficando maluca, mas vou fazer essa prova. Vai ser quase impossível passar. Fui ver depois no jornal: 60 mil inscritos. Nossa! E quantas vagas tinha no concurso??? Nenhuma. Isso mesmo, nenhuma. Era expectativa de vaga (realmente estava bem louquinha!!! rs).

Fiz a prova numa universidade lotada (apenas uma das várias alugadas para a prova). A prova estava muito difícil. A mais difícil que eu já tinha visto. Então tentei esquecê-la. Para mim eu não iria passar mesmo...

Finalmente os Correios me chamaram. Comecei a trabalhar e pensava que aquele era o meu milagre e o meu sonho realizado por Deus. Mas Deus me surpreendeu. Com 1 mês de Correios eu recebia o “telegrama dourado”. Eu tinha passado na Petrobras!!! Fui chamada, fiz os exames e entrei!!! Deus tinha feito um milagre muito maior do que eu poderia imaginar. Me deu o que eu nem sonhava...

E depois de 1 mês de Petrobras recebo outro telegrama de convocação: Furnas, depois de 3 anos e meio! Mas não fiquei em Furnas, serviu como prova da fidelidade de Deus. Eu recebi meus milagres quando deixei que Ele liderasse tudo.

Hoje estou na Petrobras há 1 ano e 2 meses, fazendo minha faculdade de Direito, trabalhando na obra de Deus e desenvolvendo meu relacionamento íntimo com Ele.

Espero que minha história tenha te incentivado a aprofundar sua vida com Deus e a colocar seus sonhos e planos nas mãos dEle que sempre faz o melhor. Por mais que não entendamos, todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.

7 comentários:

beatriz disse...

Minha prima lindaa, aqui é a bia.. Eu no meu blog coloquei a publicação do seu, seu numero de visitas tava 421 olha quanta gente já entrou!!
Bjinhos!;-)

aH.. ameeei sua história, seu testeminho.

Que Deus te Abençoe!!

Tchau.

Amanda disse...

Oiiiiii!
Aqui é a Amandinha da igreja.
Amei o seu testemunho,estou passando por algo parecido mas com os vestibulares...mas creio na minha vitória pois é Deus que tem me conduzido.
Estou muito feliz por ti.
E muitas bençãos ainda virão sobre a sua vida!
Beijinhos

Bruno disse...

Princesa parabens que deus vem te abençoar pelo seu testemunhoooo!!Paz do Senhor

Thamires disse...

Amiga, que testemunho lindo! Q Deus continue te abençoando. O melhor de Deus ainda está por vir. Bjooo

Viviany disse...

Minha querida irmã Sú, este blog é a prova viva que vc foi e ainda é abençoada por Deus! Coninue sendo essa menininha linda, carinhosa, simpática, divertida que todo mundo gosta... Nunca mude!Pq Deus ira continuar...em nome de Jesus...te abençondo!!!

Beijos minha lindinha...perfeita aos olhos do pai!

Thaisa disse...

olá Suellen gostei tanto do seu blog que voltei de novo! rsr que testemunho lindo! Fui edificada com a sua história e me identifiquei com vc. Eu sou concurseira e a jornada nao é nada fácil, mas quando Deus está no controle ,nao temos o que temer!QUe vc continue sendo canal de bençao nas maos de Deus. Grande abraço
Thaisa

♫ Liliane ♥ disse...

Olá! Acho que talvez vc não chegue a ler esse comentário, mas quero que saiba que esse post me edificou muito. Estou exatamente na fase da espera em algumas áreas da minha vida. Minha vida mudou bastante nesse ano. É como se de certa forma fosse um recomeço. Por mtas vezes me entristeci, pois olhava a vida de td mundo ao meu redor deslanchando enquanto a minha continuava parada. Derramei tantas lágrimas, orei... Quis tanto estar empregada e no segundo semestre consegui trabalho. Sou muito grata a Deus pelo meu emprego, mas ele é um contrato. Ano que vem terei que começar minha jornada de procura novamente. Sei que isso é sofrer por ansiedade, mas às vezes parece ser inevitável. Além disso, tenho outros sonhos que considero muito grandes e muito importantes. E sim, infelizmente tenho gastado muita parte do meu tempo pensando se eles serão realizados e como isso acontecerá. Muitas vezes quero fazer as coisas pelas minhas próprias forças. Bem... O que quero dizer mesmo é que a sua história foi um "clique" para mim. Falou sobre algo que estou passando, sobre atitudes erradas que estou tendo. Creio que é tempo de recomeçar. Que Deus continue te abençoando.

Liliane

 

Menina aos Olhos do Pai Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review